sábado, 12 de abril de 2008

Confesso

(...) que sei que não é paixão, pois existem prioridades acima do desejo. Sei que existe amor, não como você merece ou como eu queria que fosse, porém, tão real e verdadeiro que te torna indispensável em cada momento de minha vida.

Gosto de saber que sou importante pra você, mas às vezes acho que não sou tudo isso... Sinto ciúmes, mesmo sem tê-la comigo. Sinto raiva, mesmo sabendo que não sou dono da sua vida.

Nessas horas eu queria ser uma novidade em sua vida, como um dia fui. Onde toda atenção era dada a mim, onde não eram mencionadas outras coisas. Onde eu era prioridade e a nova novidade não tomava meu lugar. Ali você conseguia rir comigo e fazer valer a pena, mesmo tendo um futuro incerto pela frente.

E agora? Agora eu não sei... Talvez eu tenha que me curar; como você, supostamente, se curou.


:Tiago Faller.

9 comentários:

Mandy disse...

comentário-emoticon: =(

beijo.

Marília menine disse...

ahaha né. a gente se espanta quando há bondade. que mundo insano! ahhahaha

bjoss

Fê Meirelles disse...

ooi!
ei, valeu pelo comentário =)
e eu adorei, DEMAIS, esse seu texto, tá muito muito bacana MESMO!

parabéns!
beijo :*

Jess disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paloma disse...

Vc comentou no blogg da Duda..s� que os textos que ela coloca l� n�o s�o dela..s�o de uma escritora chamada Tati Bernardi..se quiser conferir basta entrar no site da escritora www.tatibernardi.com.br

Harlequin'Aglio disse...

/\
||

ALOKEESEEMA!!!

Harlequin'Aglio disse...

A diferença entre o remédio e o veneno é a dose. Lembra?

Tiago Faller disse...

Huashusahuashusah! Eu ri, minha gente!

Muito bem colocado, Celo.

Ou é estretegista: "Oi, a Duda é boa e eu uso o nome dela pra que visitem meu site." qqqqqq

Wei Yuan disse...

lol, since I don't speak portuguese I just wanted to thank you for the comment, the design of our blog is awsome!