quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

[O]pressão

A noite chega silenciosa e traz consigo a dúvida e o vazio. Pensamentos cercam minha mente, levando-me a enxergar o que não existe, dando-me visão em meio às trevas.

A dúvida aproxima-se acompanhada da dor de uma antiga ferida que me oprime, as chagas da desconfiança geradas pelo ósculo traidor me afligem a alma.

Me escondo novamente e grito por socorro, a ajuda vem com palavras doces junto ao fel da verdade que insisto em ignorar. Ignoro. O dever ou o querer? Abdicar ou ignorar?

Dou um passo rumo ao dever e... Está tarde e não há quem me ouça. Ignoro, preciso dormir.

24 comentários:

Celo Aglio disse...

Ok, vou enumerar apesar de detestar fazer isso

1- Estéticamente perfeito,
2-Artisticamente intocável,
3- Tiagomente verdadeiro,
4 - Significantemente preocupante
5 - Estranhamente conhecido!

...você sabe!

Dani Abadie disse...

Antigas feridas sempre estarão lá, onde se pode ver, mas nunca tocar. Eis ai o problema de todos que não sabem esquecer o que passou por completo (há alguém que saiba?)

Gosto de teus posts porque me fazem pensar.. Eis o motivo que me fará sempre voltar aqui..


BjO grande =*

VANUZA PANTALEÃO/OBRA LITERÁRIA disse...

Oi, Tiago!
Você é um jovem de boa formação e de princípios...sinto firmeza na sua forma de pensar. A vida, o mundo estão aí para nos desorientar e isso não tem idade, acontece também, e muito, com os mais velhos. Portanto, ao darmos um passo em direção ao dever significa que estamos encarando os problemas de frente.
Admiro seu blog e seus posts. Parabéns!!!

Tia Kah disse...

seus poéTIHposts me deixam sem palavras =o

e eu também acho que você precisa de um layout novo =o
hoohho


bjo

Cravo e Canela disse...

Pois então Tiago,
Te digo que a mulher se acha a última cocada do sacoooo... de vera!!! é peculiar porque? hehehe..
Obrigada pela sua visita.
Bi

O Profeta disse...

A terra dorme em sobressalto
Um grito brota da alma
Danço com esta bruma de Inverno
Rodopia em meu peito uma estranha calma

Águas despertas, Mar bravio
Cai sobre mim um nevoeiro perverso
Uma onda estende seu manto de espuma
Açoita as pedras adiando o regresso


Bom fim de semana

Abraço

Secreta disse...

Há feridas que nunca passam , e que nunca deixam de sangrar. Resta-nos então , aprender a viver com elas.
Beijito.

Anderson disse...

Gostei do teu blog, seus pensamentos e sentimentos são bem nitidos.
obrigado por comentar no meu
abraço.

Thomas "Cobain" disse...

Pois é...
Tem noites ou madrugadas que parece que
todo o universo vem ao nosso encontro...

Muito bom o post, as palavras muito bem escolhidas, foramam ate mesmo uma ''confusão mental''
parabens

***Gisele*** disse...

Alma transparente...
Sua alma é transparente e traduz em palavras o que passa nessa louca cabecinha...

Nathália disse...

Poucas frases que dizem muito! Realmente admirante :D
Sem palavras.

Mary machareth disse...

Sem palavras. [2]
Como você sabe, você escreve muito bem. Parabéns!

Lívia Brito disse...

Nesses momentos a alma parece explodir.


"A noite chega silenciosa e traz consigo a dúvida e o vazio".

E nesses momentos o pensamento fica repleto de inspiração - boas e ruins.

E o poeta acorda... ;)

bjo.

Chico disse...

Sem palavras. [3]

As vezes me trava, fico inquieto ao mesmo tempo, gripo por socorro e ninguem pra me ajuda, dá uma luz.

Abraço...

Vou vim mas vezes aqui.

Tchau, tchau

bia araujo . disse...

ooooooun *-*

i love you too ♥

rodrigopp6 disse...

Gostei do texto...

Me faz lembrar uma parte da minha vida que eu escrevia coisas semelhantes!

E procure mesmo saber à cerca da música do Alkaline Trio... tem alguns plágios do Fresno tb, pelo que fiquei sabendo.

Nada se cria, tudo se copia.

ehehe.

rodrigopp6 disse...

ps: sou do blog "ceunubladomenteazul"

Claudio Justo disse...

A tentativa de sono diante da dúvida de uma traição incerta, é como uma batalha contra mil guerreiros. Se pensas na solitária dúvida, não se dorme. Se dormir, não é sono: é fuga!

Excelente o texto!

Welder Lemes Moura disse...

texto muito bem escrito










*sou uma pssoa mto vaga ::DD

Polêmica disse...

Feridas antigas nos sufocam, nos oprimem, o melhor é dar um passo adiante mesmo!

Beijos

Naturline disse...

Fiquei muito satisfeito por perder o seu blog, agradeço muito o momento que passei para ler o seu blog.
Um afetuoso abraço.

Pink Rose disse...

Oiii... amo ler o seu blog (ele é simplesmente lindo e intenso), criei o selo 'Literatura é arte!' e te presenteei.

Vá no meu blog (http://amorfilosofoamor.blogspot.com/2009/02/valor-quem-merece.html) para pegar o selo e ver as regras de recebimento.

Bjoss

Secreta disse...

Passei para visitar-te...

jheison disse...

Ótimo texto...
Quando a noite chega, me sinto mais livre, vejo o que os outros naun vêem, vejo um mundo diferente, um mundo esquecido... mais mesmo vendo-o, mesmo sabendo que estou livre para desvendá-lo, naun consigo sair do lugar...